População e Cidades Subsídios para o planejamento e para as políticas sociais

popcidades[1]

Organizadora:
Rosana Baeninger

 

Passada a primeira década do século 21, os desafios impostos para a compreensão entre População, Cidades e Políticas Sociais se multiplicaram. A complexidade do fenômeno urbano aprofundou-se com fortes rebatimentos nas configurações espaciais e nos problemas sociais vivenciados pela população em cidades de diferentes tamanhos e regiões do Brasil.

Nesse sentido, esse livro privilegia os seguintes fatores:

.a história urbana do país e o processo de redistribuição espacial da população, suas consequências e seus desdobramentos. Essas análises compõem os capítulos de Martine e McGranahan; Baeninger; e, Marandola;

.as transformações na dinâmica do crescimento da população e suas condições de vida; questões abordadas nos capítulos de Rodrigues e Baeninger; Marques et all; e, Paes da Silva e Bezerra;

.a configuração atual das cidades, com destaque para segregação socioespacial, qualidade de vida e cidadania, gestão urbana, habitação. Os autores Cunha; Vitte; Rodrigues; Nahas de Carvalho; Peres e Zimmermann se debruçam sobre tais problemáticas;

.a melhoria na qualidade da informação e indicadores para a gestão pública, políticas e ações. Esta preocupação está presente desde a apresentação do livro de Freitas Santos e nos capítulos de D´Antona et all e no capítulo de Jannuzzi;

.os processos migratórios, tanto em relação ao último fio do êxodo rural, como em relação às tendências mais recentes, como são os casos das migrações de retorno e das migrações internacionais. Desde o capítulo de Martine e McGranahan este elemento da dinâmica demográfica é destacado, bem como nos capítulos de Maciel; Queiróz e Baeninger; e, Freitas e Baeninger.

Desse modo, este livro pretende contribuir para subsidiar o planejamento e as políticas sociais, visando a melhoria das condições de vida de amplos segmentos da população brasileira.

A elaboração desse livro foi possível graças ao comprometimento científico e social dos autores e ao apoio incisivo do Fundo de População das Nações Unidas e do Núcleo de Estudos de População da Universidade Estadual de Campinas.

Ano da publicação:

Veja também