Linhas e Entrelinhas: as diferentes leituras das atas paroquiais dos setecentos e oitocentos

linhas[1]

Organizadores:
Maria Silvia C. Beozzo Bassanezi
Tarcísio R. Botelho

Partindo do olhar da história sobre um corpo documental específico – as atas paroquiais de batismos, casamentos e óbitos -, proucrou-se construir uma trama cultural com outras áreas de conhecimento, em busca de novos olhares sobre a formação social brasileira.
Mostra-se aqui que é possível, com uma fonte histórica única, ler as quatro dimensões do conhecimento sobre o Brasil: a cultura, a sociedade, a economia e a política.
Nesse sentido, a reunião de grandes especialistas nessas dimensões da vida humana resultou emleituras insólitas que, em linhas e entrelinhas, permitiram surgir uma obra de caráter verdadeiramente multi e interdisciplinas, com interesse, portanto, para todos os estudiosos da sociedade brasileira.

Ano da publicação:

Veja também