Brazillian Subjectivity Today: migration, identity and xenophobia

migration[1]

Szilvia Simai
Derek Hook

Colaboradores do livro:
Bernadete Beserra (UFC)
Claudia Barcellos Rezende (UERJ)
Derek Hook (Universidade de Londres)
Isabela Cabral Félix de Sousa (UFRJ)
Rosana Baeninger (Unicamp)
Simone Frangella (Universidade de Lisboa)
Szilvia Simai (Unicamp)
Thaddeus Gregory Blanchette (UFRJ)

O recente crescimento econômico do Brasil colocou o país no nono lugar na lista das economias mundiais e isso criou algumas mudanças comportamentais na sociedade. Os brasileiros que moram fora ainda tentam superar o posicionamento pós-colonial e reclamam muito dos olhares preconceituosos e de depreciação. Ao mesmo tempo no Brasil os imigrantes são alvos do ethos xenófobo e esta xenofobia e negada constantemente através do mito da receptividade. Cinco temas chave estruturam o livro: mobilidade transnacional; fantasias e nação; xenofobia e a sua negação; pratica cultural brasileira; e gênero, raça e identidade brasileira.

 

Ano da publicação:

Veja também