TRANSIÇÃO PARA A VIDA ADULTA EM CAMADAS MÉDIAS E POPULARES: CENÁRIOS E TENDÊNCIAS SÓCIO-DEMOGRÁFICAS

Período:

2005 - 2009

Descrição:

O objetivo desse trabalho é analisar o processo de transição para a vida adulta no Estado de São Paulo, em um contexto de alargamento da coorte jovem. Seguindo a estrutura conceituai proposta pelo Scientific Panel on the Transition to Adulthood da International Union for the Scientific Study in Population (IUSSP), buscar-se-á uma apreensão integrada da passagem para a vida adulta, fazendo-se a ponte entre aspectos propriamente demográficos com outros de ordem econômica, cultural e institucional. Os aspectos demográficos a serem considerados são: o timing dos eventos que caracterizam as mudanças vividas pelos indivíduos (quando os eventos acontecem), sua seqüência (em que ordem os eventos acontecem), seu quantum (quantos eventos acontecem), bem como os diversos arranjos domiciliares contemporâneos a tais mudanças. Tomando-se como pressuposto que a transição para a vida adulta é heterogênea no interior de uma mesma sociedade, constitui objetivo específico explorar similaridades e diferenças de gênero e classe social que se manifestam na passagem para a vida adulta. Um segundo objetivo específico – que mantém estreita vinculação com o anterior – será o de explorar o fluxo dos recursos intergeracionais e sua articulação com a transição para a vida adulta e o ciclo de vida familiar. No que se refere à estratégia da pesquisa, serão combinadas uma abordagem quantitativa e outra, de natureza qualitativa e etnográfica

Coordenador(a):

Maria Coleta Ferreira Albino de Oliveira

Financiador:

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo