HIV/AIDS E TRAJETÓRIAS REPRODUTIVAS DE MULHERES BRASILEIRAS

Período:

-

Descrição:

A ocorrência de uma gestação indesejada em uma mulher portadora do HIV pode ser o resultado de uma dificuldade de prevenção sexual tanto em relação à gestação quanto à infecção. No entanto, contracepção e prevenção da infecção pelo HIV não são necessariamente ações superpostas. A relação entre contracepção e prevenção do HIV é bastante complexa, dado que possuem significados simbólicos e culturais distintos, envolvem agenciamentos específicos e nem todos os meios de prevenção da gravidez previnem contra a infecção pelo HIV, do mesmo modo que o preservativo masculino não possui a mesma efetividade em termos de prevenção da gravidez e de DSTs/HIV. O presente projeto visa identificar como, e em que medida, a condição de soropositividade interfere na trajetória contraceptivas das mulheres com HIV, em especial no que se refere à gravidez indesejada e a prática do aborto. Para tanto é proposto um estudo quali-quantitativo, no qual na etapa quantitativa serão analisados os dados da pesquisa “Estudo sobre comportamentos sexuais e contextos de vulnerabilidade para o HIV entre mulheres”, realizada em 2004 com apoio do Programa Nacional de DST/ Aids e até o momento não analisados, incluindo 1785 mulheres vivendo com HIV e 2150 com sorologia desconhecida, usuárias de unidades de saúde do SUS em 13 municípios brasileiros. Ademais é proposta a realização de um estudo qualitativo, envolvendo cerca de 60 mulheres em quatro dos municípios onde foi realizada a pesquisa anterior. A análise destes dois conjuntos de dados visa, respectivamente: comparar a frequência de aborto induzido entre mulheres soropositivo e mulheres da população feminina em geral, usuárias de serviços públicos de saúde em treze municípios brasileiros; investigar os fatores associados à prática de abortamento induzido na amostra de mulheres investigadas; descrever o contexto de tomada de decisão com relação à gravidez indesejada e ao aborto entre mulheres HIV positivo e sua relação com as trajetórias contraceptiva.

Resultados:

Contextos de vulnerabilidade para o HIV entre mulheres brasileiras
Caderno de Saúde Pública vol.25 supl.2 Rio de Janeiro 2009

Aborto induzido entre mulheres em idade reprodutiva vivendo e não vivendo com HIV/Aids no Brasil
Ciênc. saúde coletiva vol.14 no.4 Rio de Janeiro jul./ago. 2009

 

Coordenador(a):

Profª. Drª. Regina Barbosa
  • Wilza Vieira Villela
  • Daniela Riva Knauth
  • Naila Janilde Seabra Santos
  • Elvira Ventura Felipe
  • Adriana Pinho
  • Tirza Aidar
  • Paula Sandrine Machado
  • Marcia Longhi
  • Ana Paula Portella
  • Marta Rovery
  • Ana Lídia Nauar

Financiador:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico